quinta-feira, 3 de maio de 2018

TIC: Trópico será parceira de conectividade no campo da John Deere, gigante do agronegócio


A Trópico e a John Deere fecharam uma parceria para o programa Conectividade Rural lançado pela gigante do agronegócios durante o Agrishow 2018 que está sendo realizado em Ribeirão Preto. O projeto prevê a utilização de antenas nas fazendas para propagar o sinal de internet e permitir que os dados no campo possam ser obtidos online e interligados a uma central de operações.

“O Conectividade Rural representa a real conexão entre a lavoura, as máquinas e as pessoas. A partir dele o produtor pode transferir o escritório para o campo e integrar todas as plataformas e softwares da John Deere”, comentou Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil e vice-presidente de vendas e marketing para a América Latina.

As antenas têm capacidade de cobrir até 35 hectares. Com a solução, a John Deere quer superar um dos maiores gargalos no campo que é a conectividade. Praticamente todas as suas novas máquinas estão sendo lançadas com sistemas inteligentes e que podem ser interconectados em praticamente todas as etapas da lavoura.

Não por acaso, o Operations Center foi outra solução lançada pela John Deere no evento. Trata-se de uma plataforma de gerenciamento de dados online que integra todas as informações do campo, de máquinas a sensores, permitindo que sejam monitorados online vários indicadores como os relativos a plantio, aplicações de insumos até a colheita.

“O Operations Center, aliado ao Conectividade Rural, será peça-chave para transformar de vez a agricultura de precisão no que chamamos agricultura de decisão”, observou Herrmann. A empresa tem investido mundialmente cerca de US$ 4 milhões em pesquisa e inovação. No Brasil conta com o Centro de Agricultura de Precisão e Inovação (CAPI) em Indaiatuba.

Fonte: PontoISP (02/05/2018)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores, mesmo anônimos, e DESTACAMOS que os IPs de origem dos comentários OFENSIVOS ficam disponíveis nos servidores do Google/ Blogger para eventuais demandas judiciais ou policiais".