terça-feira, 13 de março de 2018

Eleição Conselheiros Sistel: A Importância de elegermos conselheiros pertencentes a todos planos da Sistel (rev2)


Até hoje a Sistel nunca teve em seus Conselhos representantes eleitos pertencentes aos "novos" planos previdenciários da Sistel, patrocinados pelo CPqD e Padtec (InovaPrev e CPqDPrev).O PBS-A é o maior plano multipatrocinado da Sistel (contem mais de 22 mil assistidos pré 1999), razão pela qual elege-se todos conselheiros pertencentes a este plano, mas é um plano totalmente diferente dos planos mais recentes Prev, por ser da modalidade Benefício Definido (BD - valor do benefício equivalente a média dos últimos salários antes de aposentar-se), enquanto nossos planos Prev têm a modalidade Contribuição Variável (CPqDPrev) ou Definida (InovaPrev), ambos com valor do benefício calculado em função das cotas obtidas durante a fase de acumulação de capital, ou seja, durante a fase ativa dos empregados, quando estes e suas empresas patrocinadoras do plano contribuem para ele.

É justamente nesta complicada cadeia de informações (participantes ou aposentados dos planos CPqDPrev e InovaPrev -> Associação Aposentados ou Sindicato -> Conselheiros eleitos de outros planos -> Conselho Deliberativo da Sistel) que encontramos as maiores dificuldades para apresentar e submeter aos Conselhos da Sistel nossos problemas e demandas originadas nas bases.
Sendo assim, nossa proposta de elegermos candidatos que representem todos os planos e não só o PBS-A, que conheçam a fundo nossos problemas, é simplificar a cadeia de informações apresentada, e colocá-los diretamente nos Conselhos da Fundação Sistel.

Como exemplo de problemas regulamentares e intrínsecos a nossos planos, ocorridos nos últimos anos, levantados pela APOS e que tiveram de percorrer toda a complicada cadeia descrita, mas obtiveram uma solução, podemos citar:

manter, nas novas versões do Regulamento do Plano CPqDPrev, o direito adquirido dos participantes elegíveis ao benefício até fev14 a ter o cálculo de seus  benefícios de aposentadoria com a taxa atuarial de 6% aa.;
manter, nas novas versões do Regulamento do Plano CPqDPrev, o direito dos assistidos e participantes elegíveis ao benefício até abr06 de não participar do equacionamento de eventuais déficits futuros no plano;
obtenção, nas novas versões dos respectivos Regulamentos, de uma migração de participantes e assistidos do CPqDPrev ao InovaPrev sem perdas de direitos e de reservas de cada plano;
 obtenção de valores corretos das reservas do InovaPrev quando da utilização de um de seus fundos previdenciários para substituir temporariamente (12 meses) o pagamento das contribuições normais das patrocinadoras e autopatrocinados do plano, ocorrido há somente dois anos.

Como sabemos, o InovaPrev, por possuir uma variedade de opções de benefícios de aposentadoria, todos atrelados a cotas, necessita para a devida tomada de decisão do participante ou assistido, de um extrato mensal bem mais detalhado que o atual, no mínimo igual aos de fundos de investimentos comerciais. Esta é uma das revindicação que constam na plataforma de ações das Chapas 12 e 23 e que esperamos seja cumprida.
Fica então evidente a importância dos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Fundação Sistel contarem com representantes eleitos e conhecedores dos diversos planos da Sistel, evitando desta forma uma laboriosa cadeia de informações para o trato de nossas questões, que tão bem conhecemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores, mesmo anônimos, e DESTACAMOS que os IPs de origem dos comentários OFENSIVOS ficam disponíveis nos servidores do Google/ Blogger para eventuais demandas judiciais ou policiais".